Blog / Notícias

2020: O ANO QUE TESTOU NOSSA SAÚDE MENTAL

Notícias 11/01/2021

Em entrevista ao portal Canaltech, o psicólogo, psicanalista e diretor técnico da Holiste, Ueliton Pereira, fala sobre os efeitos da pandemia na saúde mental.

A pandemia do COVID-19 trouxe consequências psicológicas para boa parte da população mundial. Em meio ao distanciamento social, grande número de óbitos e estagnação da economia, cuidar da mente tornou-se uma prioridade.

Em entrevista ao Canaltech, o psicólogo, psicanalista e diretor técnico da Holiste, Ueliton Pereira, explica que não existe um conceito específico e único sobre saúde mental:

“Ela pode ser vista como a capacidade ou estado de bem-estar que consegue responder por si, usando suas próprias habilidades e faculdades cognitivas e emocionais”, afirma o psicólogo.

IMPACTOS E CAUSAS DOS TRANSTORNOS MENTAIS

De acordo com o especialista, a pandemia afetou psicologicamente muitos indivíduos. Para ele, “o maior medo das pessoas tem sido a morte ou ficar gravemente doente, e até mesmo contaminar os outros”.

Ueliton relata que houve aumento nos quadros de ansiedade e ataques de pânico, além de angústia generalizada, depressão, comportamentos obsessivos e até ideação suicida.

Sendo assim, a melhor forma de reverter essa situação é buscar por ajuda especializada, com profissionais da área de saúde mental, como psiquiatras e psicólogos, para acompanhamento e tratamento específicos.

BUSCAR AJUDA É FUNDAMENTAL

O ano da pandemia acendeu uma questão importante: a necessidade de cuidar da saúde mental. 2020 nos ensinou o sentido da resiliência, do cuidado com a mente, e a valorizar as pequenas coisas na vida.

“Esse não será o último evento adverso que passaremos. Por isso, temos a possibilidade de aprender com ele e criar novas estratégias e respostas adaptativas às situações que nos coloquem em desconforto e insegurança”, aponta Ueliton Pereira.

Embora a demanda por serviços psicológicos tenha aumentado, é imprescindível reforçar que a procura por um profissional especializado em saúde mental faz toda a diferença para o diagnóstico correto e tratamento dos sintomas.

“É muito importante, porque esse profissional irá lhe oferecer ferramentas e condução apropriada para suas questões e demandas. A escuta especializada, o setting terapêutico, tudo favorece para o autoconhecimento, a criação de estratégias, bem como melhorar a autoestima, superar o medo e a insegurança”, afirma o psicanalista.

E QUANDO NÃO HÁ CUIDADOS COM A SAÚDE MENTAL?

Existe um risco grande em piorar o quadro de quem já tem algum tipo de transtorno mental ou desencadear uma crise de ansiedade, depressão ou pânico em indivíduos que nunca apresentaram sintomas.

Para o psicólogo, praticar o autoconhecimento, auxiliado pela psicoterapia, tem efeito positivo: “Ter um espaço que possa falar sobre seus medos, angústias e ansiedade é muito importante para aprender a lidar com suas questões”, aponta.

Portanto, estar atento aos comportamentos e sentimentos é importante para resgatar ou construir um equilíbrio emocional diante das adversidades da vida.

Comentários

Inscreva-se para receber conteúdo sobre Psiquiatria e Saúde Mental

Cadastrar