Blog / Notícias

POR QUE TER UMA EQUIPE COMPLETA NO TRATAMENTO DE SAÚDE MENTAL?

Notícias 26/01/2021

Entenda como uma equipe multiprofissional pode fazer a diferença em tratamentos de saúde mental.

Quando um grupo de profissionais atua de maneira colaborativa, a compreensão dos problemas clínicos do paciente aumenta, já que cada um deles traz competências individuais que, juntas, auxiliam na leitura do quadro. Essa diversidade possibilita uma melhor compreensão de questões específicas e escolha do plano terapêutico adequado.

Na Saúde Mental, a multidisciplinaridade é vista como uma excelente estratégia para otimizar os resultados obtidos no tratamento. Para entender como tudo acontece na prática, continue a leitura.

Atendimento de qualquer demanda apresentada pelo paciente

Uma das grandes vantagens de uma equipe multidisciplinar é a possibilidade de atendimento integral das demandas dos pacientes. Nesse sentido, devemos entender a importância de se estabelecer uma visão holística sobre cada quadro.

Na maioria das vezes, os transtornos apresentam múltiplas causas e consequências, que não são resolvidas apenas com as medicações. Problemas de sociabilidade, de nutrição, de coordenação motora ou de questões afetivas são abordados por outros profissionais além do psiquiatra: psicólogos, acompanhantes terapêuticos, fisioterapeutas, fonoaudiólogos e muitos outros são de grande importância para o tratamento.

Potencialização do tratamento psiquiátrico

Com o acompanhamento de todas as demandas do paciente, conforme relatado anteriormente, os resultados do tratamento psiquiátrico costumam ser muito mais satisfatórios quando comparados àqueles que não contam com uma equipe multidisciplinar.

Na prática, é como se a soma de várias competências desse grupo de profissionais fosse mobilizada para entender todo o quadro do paciente, facilitando a proposição de soluções no decorrer do tratamento.

Criação de diversas possibilidades de vínculo terapêutico

Como cada pessoa possui uma história de vida diferente, uma personalidade própria, o atendimento através de uma equipe multidisciplinar aumenta a possibilidade do paciente criar um vínculo com algum dos profissionais que o atende.

O estabelecimento do vínculo terapêutico é um dos fatores mais importantes no tratamento de um transtorno mental, pois aumenta a probabilidade da adesão e continuidade do tratamento, o que evita crises e uma possível cronificação da doença.

Como são compostas as equipes multidisciplinares?

A composição de uma equipe multidisciplinar vai variar em cada caso, pois é justamente a necessidade de se estabelecer um plano terapêutico individualizado que vai determinar quais especialistas serão necessários para tratar determinado paciente.

Para um quadro de anorexia, por exemplo, uma nutricionista e um educador físico são fundamentais no time. Para um idoso com Alzheimer, a presença de um neurologista e de uma terapeuta ocupacional pode ser imprescindível. Assim, não há uma regra fixa, mas é certo que o trabalho especializado em grupo traz melhores resultados para o paciente.

Comentários

Inscreva-se para receber conteúdo sobre Psiquiatria e Saúde Mental

Cadastrar