Blog / Notícias

DISLEXIA

Notícias 12/08/2020

Em entrevista à rádio Sociedade, a fonoaudióloga Giciane Reis fala sobre o transtorno de aprendizagem e como ele se manifesta ainda na infância.

A Dislexia é um transtorno de aprendizagem, de ordem neurobiológica, caracterizado pela dificuldade no reconhecimento fluente da palavra e em estabelecer a relação entre o signo gráfico e o fonema.

Essas dificuldades tendem a ser resultado de um déficit no componente fonológico da linguagem. A fonoaudióloga Giciane Reis explica que o indivíduo com dislexia manifesta os primeiros sintomas ainda na infância:

“É um transtorno que nasce com a pessoa. Quando essa criança inicia a alfabetização, começa a apresentar alguns sinais: ela geralmente tem um atraso de fala, dificuldade de lateralidade de direita e esquerda… isso são alguns parâmetros.” –  afirma Giciane.

Confira a entrevista:

Atenção aos sinais

Os sinais mais frequentes são: confusões entre grafemas (símbolos para formar palavras) e fonemas (sons usados para formar as palavras), erros de ortografia, inversões na escrita, troca de letras e sílabas, entre outros.

“Uma das características é a troca de letras por grafia parecida. A criança acaba fazendo algumas alterações de posicionamento da letra, o que acaba confundindo na hora da leitura, que vai dar uma interpretação ruim e vai ter uma leitura pobre”, destaca a fonoaudióloga.

Correção é necessária

Ignorar essas dificuldades de fala pode prejudicar o indivíduo e dificultar todo o seu processo de aprendizagem, principalmente na infância. Segundo a fonoaudióloga, a criança já tem acesso à linguagem falada antes da escrita.

“Então, quando ela tem algumas trocas, culturalmente nos foi ensinado a esperar ou a achar bonito. E não é só bonitinho! Tem a questão de que é preciso corrigir essa fala”, afirma.

Estar atento ao desenvolvimento dessa criança é fundamental para um diagnóstico correto e início do tratamento, pois o transtorno requer uma participação de vários profissionais e um olhar atento. principalmente dos pais e educadores.

“A gente precisa estar atento aos sinais de fala, por isso que o fonoaudiólogo é o profissional que trabalha com o tratamento da Dislexia. A dislexia é para o resto da vida, só que com o tratamento é possível ter melhora”, finaliza a fonoaudióloga.

 

Inscreva-se para receber conteúdo sobre Psiquiatria e Saúde Mental

Cadastrar