Blog / Jornada de Saúde Mental

Atenção, Nutrição e Cuidado – Vídeo

Jornada de Saúde Mental 23/12/2018

O tratamento em saúde mental, abordado de uma forma multidisciplinar e integrada, envolve diferentes especialidades para promover a recuperação do paciente. Dentro dessa lógica, o cuidado com a alimentação saudável e adequada influencia diretamente no bem-estar do indivíduo com transtorno mental.

Durante a Jornada de Saúde Mental, a nutricionista Joyce Souza abordou o tema na palestra “Atenção, Nutrição e Cuidado”. A especialista falou de aspectos específicos da alimentação no tratamento dos transtornos mentais.

“Quando trabalhamos com estes pacientes, é preciso ter uma escuta ativa para sabermos as necessidades específicas daquela pessoa; como é a dieta dela em casa e adaptá-la a uma alimentação saudável, dentro do que já está acostumada. É necessário, ainda, termos uma constante atenção aos exames laboratoriais, para balancear a nutrição tendo em vista sua saúde física, além das interações dos fármacos com os nutrientes”, detalhou a nutricionista.

Assista à palestra completa

 

Importância e abordagem

Joyce Souza salientou que realiza um atendimento individualizado, partindo de uma conversa com cada paciente e, quando possível, também com a família. Além disso, como muitos deles têm dificuldade em verbalizar sensações e sentimentos, a nutricionista apontou que é preciso observar o comportamento paciente e observar o que pode contribuir para o plano dietético.

Cada paciente tem seu próprio protocolo. Ainda que com o mesmo transtorno, eles não são iguais e são tratados de forma individualizada. Os pacientes de dependência química, por exemplo, muitas vezes têm necessidade de alimentos específicos quando estão no período de abstinência. Para a terceira idade, temos uma alimentação especial, adaptada às suas necessidades, mas que também lhes forneça prazer”, sublinhou.

 

Transtornos alimentares

Mesmo hoje, existe pouca informação disponível sobre os transtornos alimentares, doenças que atingem muitas pessoas e que podem até levar à morte. A nutrição é muito importante no tratamento desses transtornos, mas não atua somente nestes casos; desde a depressão até a dependência química, a nutrição pode ser uma forte aliada no processo de recuperação. No entanto, é inegável que, quando se fala em patologias como anorexia, bulimia e compulsão alimentar, o papel da nutrição se destaca como um elemento chave.

“O objetivo da conduta é, também, restabelecer o peso corporal saudável, mas não é possível impor ao paciente o que ele tem que comer. É necessário fazer acordos, verificar o que ele aceita ingerir e tentar colocar um pouco mais de calorias e nutrientes naquele alimento, ou aumentar o número de refeições diárias. Também considero importante informar os danos que a restrição ou excessos na alimentação podem causar para eles, bem como o valor nutricional de cada alimento inserido na dieta”, completou Joyce.

 

Jornada de Saúde Mental

Com o tema “Abordagens Terapêuticas no tratamento dos Transtornos Mentais”, a Jornada de Saúde Mental, promovida pela Holiste, ocorreu em outubro, em Salvador, e abordou questões relacionadas ao trabalho multidisciplinar no tratamento em Saúde Mental.

O evento contou com a intensa participação de profissionais e estudantes da área que, durante dois dias, debateram sobre psicologia, psicanalise, psicopedagogia, terapia ocupacional, nutrição e acompanhante terapêutico no tratamento dos transtornos mentais.

Inscreva-se para receber conteúdo sobre Psiquiatria e Saúde Mental

Cadastrar