Blog / Notícias

O SUICÍDIO NÃO ESPERA SETEMBRO CHEGAR

Notícias 14/09/2020

Em entrevista à TVE, a psiquiatra da Holiste, Fabiana Nery, aborda a necessidade do diálogo como forma de prevenção ao suicídio.

A Organização Mundial da Saúde revelou que, anualmente, ocorrem cerca de 800 mil suicídios no mundo. Somente na Bahia, mais de 3.300 pessoas cometeram suicídio entre 2010 e 2017. Ainda segundo o órgão, a maior parte desses casos poderia ser evitada se as pessoas recebessem ajuda especializada.

De acordo com a psiquiatra, a campanha Setembro Amarelo reforça a necessidade do diálogo sobre o tema, lembrando que o suicídio é o sinal de agravamento de um transtorno psíquico que pode, sim, ser evitado:

“A tentativa de suicídio, em geral, é um comportamento de gravidade de uma doença que já existe. Quando se fala em prevenção do suicídio, falamos sobre fazer um diagnóstico de uma doença que pode estar ocorrendo, e tratá-la”, destaca Fabiana Nery.

Assista à matéria completa:

Comportamento x Ideação suicida

O comportamento suicida inclui tanto a tentativa, quanto o ato consumado. É importante ressaltar que pensamentos e planos suicidas são caracterizados como ideação suicida.

Fabiana explica que qualquer ameaça deve ser levada a sério, visto que mesmo uma tentativa frustrada visa dar fim a um sofrimento genuíno.

“É importante falar sobre tentativa de suicídio, esclarecer sobre o comportamento suicida para que as pessoas que estão sofrendo com isso entendam que podem pedir ajuda”, alerta a psiquiatra.

Prevenção e apoio profissional

As tentativas de suicídio geralmente são um choque para os familiares e amigos da vítima. Apesar das alegações de imprevisibilidade do ato, o indivíduo que está em sofrimento psíquico dá sinais de que algo não está dentro da normalidade ao longo do tempo.

Fabiana ainda destaca que, neste processo, o papel da família e dos amigos é fundamental para que esse paciente busque um diagnóstico, e até mesmo acompanhá-lo durante o tratamento.

O mote da campanha da Holiste neste ano traz a necessidade de não esperar setembro chegar para falar sobre o suicídio. É preciso cuidar da Saúde Mental em todos os momentos.

Comentários

Inscreva-se para receber conteúdo sobre Psiquiatria e Saúde Mental

Cadastrar